Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Astrologia >  

AS CASAS ASTROLÓGICAS

O mapa astral está dividido em 12 casas, que constituem o "onde" da astrologia. Cada casa vai mostrar a área da vida onde as energias planetárias vão actuar. As primeiras seis têm uma implicação pessoal, as outras seis casas relacionam-se com questões colectivas. Existem vários métodos e sistemas de divisão de casas utilizados pelos astrólogos e as diferenças residem na forma como eles escolhem dividir o céu nas respectivas secções.  

Casa I

A casa 1 representa a primeira identificação com a vida e a forma como a individualidade se expressa. É a casa do ascendente, que, juntamente com o signo solar, representa o sector mais importante do mapa natal. Descreve o corpo físico do indivíduo, a personalidade com que ele se relaciona com o seu ambiente exterior e, num nível mais profundo os tipos de experiência que ele poderá atrair durante a vida e que o ajudarão a modelar e desenvolver um determinado conjunto de ferramentas conscientes, com as quais se poderá estruturar.

Planetas nesta casa têm uma profunda influência sobre os primeiros anos de vida e sobre o desenvolvimento da personalidade. Esta casa refere-se também ao modo como os outros nos vêem, quer do ponto de vista físico, quer no aspecto comportamental.

Palavras chave: Início de vida – Sentido de identidade – Corpo físico – Independência – Auto-estima – Auto-afirmação – Ego – Imagem projectada – Personalidade – Vitalidade orgânica – Auto-suficiência – Reacção ao meio envolvente – EU.


 

Casa II

A casa 2 representa o sector do dinheiro e dos valores materiais . Mostra a capacidade que o indivíduo tem de ganhar o seu sustento, a sua atitude em relação às coisas que ele define como segurança material e o modo através do qual poderá obter rendimentos.

Revela o poder de comprar, guardar, adquirir, juntar e todas as formas de lidar com os bens materiais. Esta esfera da vida fornece informações acerca das capacidades, talentos e recursos passíveis de gerar dinheiro; ao ambiente material onde a vida se desenvolve; à atitude face aos dinheiros e bens materiais; aos gostos pessoais em matéria de consumo; ás áreas e actividades ligadas ao prazer sensorial e desfrute material.

Os planetas e signos aqui localizados fornecem informações da forma de ganhar, valorizar e gastar dinheiro.

Palavras chave: Dinheiro – Ambição financeira – Presentes – Despesas – Gastos – Escassez – Investimentos – Negócios – Pagamentos – Poder de compra – Orçamento – Bens materiais (casa-carro). – Segurança material.


 

Casa III

A casa 3 rege as formas de comunicação, os processos mentais lógicos e a atitude face ao conhecimento. Fornece informações sobre o tipo de mente que um homem possui, a forma como ele age para a desenvolver e o modo como comunica com os outros. A escola, cursos, reuniões e workshops representam algumas áreas passíveis de gerar comunicação, aprendizagem e desenvolvimento mental ao indivíduo. Este sector do mapa mostra também o relacionamento com irmãos, primos, vizinhos, colegas e pessoas próximas. As pequenas viagens e todas as formas de comunicação (rádio, jornais, televisão, telefone, carta, telemóvel, Internet) também estão abrangidas por esta casa.

Quando ocorre uma forte concentração de planetas neste sector, a comunicação, estudo e aprendizagem torna-se um factor importante ao longo da vida.

Palavras chave: Comunicação – Leitura – Viagens curtas – Escrita – Interacção com o meio – Transportes – Colegas – Escola – Cursos – Reuniões – sms – Computador – Telemóvel – Jornais – Revistas – Pequenas viagens – Irmãos – Primos – Internet – Aprendizagem – Linguagem.


 

Casa IV

A casa 4 mostra as origens familiares, genéticas e ancestrais da qual fazem parte as nossas raízes, hábitos e costumes. É responsável pelas vivências de infância ocorridas no seio da família, das quais vai desabrochar a nossa estrutura íntima e emocional.

Neste sector do mapa tomamos conhecimento da nossa carga hereditária e do património herdado dos antepassados. Mostra-nos o "solo familiar" em que fomos "plantados".

A forma como agimos na intimidade do lar, e as ligações emocionais e psicológicas que temos com a nossa família fazem parte desta casa. Devemos analisar este sector quando quisermos mudar de residência ou avaliar alterações familiares.

Palavra chave: Lar – Pais – Padrões herdados – História – Pátria – Instinto maternal – Origem genética – Casa – Infância – Tradições sociais – Hospitalidade – Educação familiar – Países – Hotéis – Antepassados.


 

Casa V

A casa 5 tem ligação aos filhos biológicos, crianças, diversões, passatempos, paixões, criatividade, talento artístico, auto-estima, especulação e jogo.

Neste sector o amor desenvolve-se em várias modalidades: amor aos filhos, amor como paixão e amor ás artes.    

Quando esta casa está favorecida com boas energias, promove um bom relacionamento com filhos, talento criativo, sorte ao jogo e profissões ligadas ao mundo do espectáculo.

A quinta casa fala do homem que ama, brinca, ri, diverte-se, cria, dança, pinta, faz tudo aquilo que lhe dá prazer. É também a casa dos talentos inatos ou adquiridos e das vocações secundárias que se transformam muitas vezes em hobbies. Aqui desfrutamos do nosso potencial afectivo, artístico e criativo.

Palavras chave: Filhos – Apostas – Amor-Paixão – Obras de arte – Actores – Artistas – Cinema – Divertimentos – Casinos – Festas – Hobbies – Luxos – Talentos – Vida nocturna – Jogo – Criatividade – Descendência – Prazer – Férias – Discotecas – Palco.


 

Casa VI

A casa 6 , associada ao signo Virgem engloba as seguintes áreas: trabalho (hábitos, rotinas, colegas e ambiente de trabalho); capacidades profissionais; saúde (doenças, alimentação, higiene); animais de estimação; obrigações diárias e actividades administrativas.

Este sector mostra a forma como integramos o grupo de trabalho e como organizamos as tarefas do dia a dia. Aborda sobretudo as condições de trabalho, já que as aspirações e realizações estão mais relacionadas com a casa 10.

Na qualidade de casa cadente, a sexta casa, representa o processo interior de harmonização, ou organização que sintetiza as qualidades desenvolvidas por nós através de esforços interiores, construindo dessa forma uma personalidade integrada que pode tornar-se um veículo de expressão para o "eu".

Através do signo e planetas localizados nesta casa, podemos obter informações importantes acerca do nosso trabalho e pontos frágeis na saúde.

Palavras chave: Saúde – Serviço – Emprego – Trabalho de equipa – Animais de estimação – Doenças – Dietas – Empregados – Encargos – Higiene – Medicina – Prestação de serviços – Vestuário – Rotinas – Serviço obrigatório – Terapias – Ambiente de trabalho.


 

Casa VII

A casa 7 refere-se aos relacionamentos de compromisso mútuo. O casamento e as parcerias profissionais (que exigem acordos específicos) são assuntos desta casa. Este sector indica as qualidades que procuramos num parceiro e o tipo de pessoa pelo qual nos sentimos atraídos. Representa "o outro", tanto no sentido da complementaridade como no de confronto. O carácter de legalidade desta casa engloba também os padrões éticos, a vida em sociedade e os modelos de avaliação e julgamento.

Nesta esfera da vida enfrentámos também os inimigos declarados, concorrentes, adversários e competidores.

A sétima casa é onde procuramos a nossa cara-metade, aquilo que precisamos para nos sentirmos completos A casa 7 refere-se aos relacionamentos de compromisso mútuo. O casamento e as parcerias profissionais (que exigem acordos específicos) são assuntos desta casa. Este sector indica as qualidades que procuramos num parceiro e o tipo de pessoa pelo qual nos sentimos atraídos. Representa "o outro", tanto no sentido da complementaridade como no de confronto. O carácter de legalidade desta casa engloba também os padrões éticos, a vida em sociedade e os modelos de avaliação e julgamento.

Nesta esfera da vida enfrentámos também os inimigos declarados, concorrentes, adversários e competidores.

A sétima casa é onde procuramos a nossa cara-metade, aquilo que precisamos para nos sentirmos completos

Palavra chave: Relacionamentos – União – Parcerias - Ética – Casamento – Marido/Esposa – Contratos – Inimigos públicos – Relacionamento afectivo - Companheiro – "O outro".


 

Casa VIII

A casa 8 é uma das mais misteriosas e complexas de analisar. Representa as grandes transformações (morte e renascimento), as trocas e as partilhas.

A sexualidade, dinheiros conjuntos, assuntos místicos e espirituais, jogos de poder, negócios associativos, tabus e o mundo do crime, são alguns temas relacionados com esta casa. Em termos materiais mostra o dinheiro do parceiro, as heranças, sociedades financeiras, investimentos e testamentos. Com planetas em desarmonia é comum ver-se o indivíduo envolvido em situações financeiras complicadas.

A casa oito é um campo de batalha cujo propósito fundamental é a auto-compreensão e o auto-domínio conquistados por meio de crises constantes. O segredo da casa oito pode envolver dons paranormais, insights psicológicos ocultos, tendências mediúnicas e magia. Este sector, profundamente ligado à união e entrega sexual, é onde perdemos o sentimento de identidade e aprendemos o sentido de fusão com o outro.

A casa oito fornece também indicações acerca da nossa atitude perante a morte e causas que podem levar a ela.

Palavras chave: Morte – Renascimento – Sexo – Regeneração – Herança – Metafísica – Desintegração – Magia – Testamentos – Psicanálise – Cirurgias – sociedades financeiras – Doenças terminais – Seguradoras – Transmutações – Poder – Investigação – Crime – Roubo – Dinheiro do parceiro – Psicologia.


 

Casa IX

A casa 9 é conhecida como a casa da justiça, valores éticos, estrangeiro, conhecimento superior, política, filosofia, religião e todas as áreas que expandem a consciência e ampliam a perspectiva da mente.

Os aspectos jurídicos e legais que regulam a vida social e todos os locais onde se estruturam os saberes colectivos são assuntos que regem esta casa. As expedições longínquas (descobertas geográficas, navegação marítima e aérea) adquirem aqui um carácter de estudo, de documentação, de curiosidade por outras culturas.

Este sector representa também a necessidade de expandir os horizontes interiores, através do estudo, ensino e pesquisa. A nona casa é a esfera da religião, dos dogmas, das doutrinas, da espiritualidade e da busca que transcende a própria personalidade. As universidades e o ensino superior são temas relacionados com esta casa.

Palavras chave: Filosofia – Religião – Viagens longas – Turismo – Conhecimento superior – Diplomata – Cultura geral – Desportos colectivos – Idealismo – Expedições científicas – Lei – Tribunal – Padres – Línguas estrangeiras – Universidade – Ensino – Explorações e Descobertas – Mestres.


 

Casa X

A casa 10 é tradicionalmente conhecida como a casa das dignidades. Este sector do mapa está associado à imagem social, busca de prestígio, reconhecimento e realização profissional. É onde esperamos conseguir honra, glória, notoriedade e mostrar aquilo que gostaríamos que fosse lembrado como a nossa contribuição para o mundo.

O planeta e signo posicionado nesta casa podem fornecer informações importantes acerca da carreira e vocação.

Este sector indica-nos a forma de expressão pessoal perante o ambiente social e a celebridade e popularidade alcançada. A casa dez também é conhecida como a casa do pai, já que é o domicílio de todas as figuras de autoridade que tiveram um papel importante na nossa vida: professores, patrões, guias e pessoas mais experientes e maduras.

Palavras chave: Vida pública – Estatuto social – Carreira – Fama – Prestígio – Realização profissional – Notoriedade – Figuras de autoridade – Dirigentes – Hierarquias – Honras – Glória – Promoções – Status alcançado – Patrão – Ambição.


 

Casa XI

A casa 11 está relacionada com a vida social, amizades, esperanças, aspirações, apoios do estado, filhos adoptados, mobilizações sociais, campanhas sociais, humanitarismo e consciência social.

Esta casa fornece informações a respeito do nosso relacionamento com o mundo exterior. Mostra o tipo de contacto e a nossa capacidade de conseguirmos estabelecê-lo. Através das reacções dos nossos amigos, conhecidos e público em geral, podemos ver a nossa verdadeira imagem. Eles são um reflexo da nossa projecção social. Esta casa também está associada ás esperanças e desejos. Representa aquilo que é visualizado, ambicionado e projectado para o bem da sociedade.

Palavras chave: Amigos – Actividades de grupo - Apoios – Comunidades – Humanitarismo – Clubes – Maçonaria – Revoltas – Sindicato – Revoluções – Campanhas sociais – Clientela – Esperanças – Desejos – Consciência social – Solidariedade.


 

Casa XII

A casa 12 é a mais oculta, esotérica e espiritual de todas as casas. Refere-se ao isolamento, submissão, sacrifício, sofrimento, auto-anulação e dissolução da personalidade.

É a casa do karma e das vidas passadas, o lugar onde o resultado de acções passadas, pessoais ou colectivas tem efeito. No aspecto positivo a casa doze corresponde aos seres iluminados: mestres, guias, conselheiros, curandeiros, todos aqueles que ajudam as pessoas marginalizadas, sofridas ou isoladas. No aspecto negativo esta casa abriga todos os errantes, solitários, viciados, marginais, doentes, pessoas que perderam o rumo da vida.

Esta casa mostra o impulso de encontrar paz para a alma através da devoção a um ideal transcendente e da libertação dos fantasmas e actos passados. Pessoas com energias na casa doze têm dificuldade em formar identidades definidas agindo muitas vezes como "esponjas", que absorvem a poeira psíquica dos outros.

Palavras chave: Karma – Clandestino – Compaixão – Animais de grande porte – Decepções – Desilusões – Doenças mentais – Drogas – Solidão – Hospitais – Iluminação – Meditação – Vocação – Mediunidade – Sabotagem – Sacrifício – Segredos – Vítima – Sonhos – Sofrimentos – Amor platónico – Rendição – Inconsciente colectivo – Inimigos ocultos – Vícios – Sociedades secretas – Visão cósmica – Saúde psíquica – Anonimato – Inspiração – Intuição – Paz interior – Ajuda ao próximo.

 

 

 

 


FASE ACTUAL
DA LUA


 
© Todos os direitos reservados - Astrologia Carla Oliveira